sexta-feira, 9 de julho de 2010

Dupla alegria

Conforme o tempo passa, Willy e Mel ficam mais e mais companheiros. O contato físico entre eles é um sinal que o mais velho aceitou o mais novo, e as brincadeiras de luta são misturadas com lambidas e carinhos. Quando um sente falta do outro, sai miando para procurar. A cena do cochilo abraçados tem sido comum. Gostaria de oferecer uma cama maior, mas tenho medo de interferir e acabar a graça do empurra-empurra.
Quando o Marido chega, seguem com ele para a cozinha. O Willy, mais comedido, fica espiando embaixo da mesa. O Mel, espontâneo e pidão já vai falando o que quer e mostrando onde está:
atum, na geladeira. Pelo menos uma lasquinha eles ganham.
Quando o Mel está muito empolgado, parece que "fala" com a boquinha cheia. Mastiga e mia ao mesmo tempo, um som delicioso que só os gateiros entendem. Pura satisfação.
O Filho joga bola no quintal e o Mel corre atrás. Willy prefere assistir.
À noite, sentada na minha poltrona ganho um "pacotão" em cima das pernas estendidas. Willy deve sentir frio e vem procurar uma cobertinha, acomoda-se e eu fico completamente imobilizada. O folgado vai se esticando a cada tentativa que faço de levantar ou mudar de posição. Mas não se pode incomodar o gato...
Ah, a paz no coração. Olhar essas carinhas e escovar seus pelos.
Cada doido com a sua mania, já dizia meu avô.

4 comentários:

Silvia disse...

mania ótima por sinal ;)
que lindo a duplinha se dando tão bem!!!

Luna, Rodolfo e Tifani disse...

Tia, que linda a amizado do Mel e do Willy. São uns fofos.
Bom findi para todos.
bjs
Luna, Rodolfo e Tifani

Florinha Afável disse...

Adorei a foto! Não resisto, quero pegar emprestado para colocar na área de trabalho, pode?

Lina Gatolina disse...

obrigada meninas...obrigada...
sou mãe coruja, meus meninos são fofos demais...
pode usar a foto sim, florinha.
bjs
denise