quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Aprendendo e convivendo


Como Mãe Waldorf, não basta ir às reuniões. É preciso pôr a mão na massa, amassar, colocar no forno e também inventar novas receitas...

Para o bazar de Natal deste ano, resolvi assumir a função de coordenadora do evento. Nunca tinha feito isso antes, mas resolvi fazer do meu jeito. Selecionei os expositores que trouxeram os trabalhos que mais me agradaram, distribuí os espaços de forma a ficar confortável, limitei o número de participantes para facilitar a administração.

As tarefas foram feitas em prazo curto, e eu ainda queria decorar uma parte da escola para causar boa impressão aos visitantes, dar um ar festivo sem ser excessivamente natalino.

Cuidei de tudo com carinho, sou detalhista. Meu único medo foi cair um temporal, porque iria estragar tudo. Ele caiu na véspera, e deixou o sábado ensolarado e quente. Tudo bem. Com o calor nós já estamos acostumados.

Quando os expositores chegaram, encontraram suas mesas e começaram a arrumar, a conversa foi crescendo e eu fui vendo aquele projeto de papel criando vida. Cores, muitas cores nos enfeites de natal, nos enxovais, nas bolsas... Os carrinhos de madeira sendo estacionados à espera das crianças... O cheiro do pão de queijo, da pipoca... As carinhas das bonecas dentro do bercinho... Mini tuias e bicos de papagaio de verdade e muitos vasinhos com flores de tecido...

Tapetes, livros, quadros... jóias, chinelos fofos e caixinhas...carteiras, camisetas, colares... tinha tanta coisa linda que dava pra resolver a lista dos presentes da família inteira lá mesmo.

Muitas pessoas vieram me cumprimentar pelo bom trabalho, elogiaram a organização. Fiquei muito orgulhosa do meu feito, soube lidar com pessoas e ser diplomática (o que não é lá o meu ponto forte), consegui ter calma pra entender que não podia deixar nada pronto de véspera.

E no dia D na hora H, o Marido armou-se da caixa de ferramentas e disse: estou por sua conta, vai falando que eu faço. Aí sim eu tive certeza que nada poderia dar errado.



Um comentário:

retalhoseepopeias disse...

Oi, Lina. A organização do bazar foi impecável. Mas onde você coloca a mão tudo sai perfeito. Parabéns! E adorei o último parágrafo da postagem. Ai, como eu queria um marido que dissesse com tanto bom-humor: vai falando que eu faço. Com carinho! Carolina