quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Meu herói não morreu de overdose

Era ele mesmo. Baixinho, loirinho, gordinho, tudo inho.
Mas o show foi ão. De emoção, de recordação, de doer o coração.
Quando tocou as primeiras notas de Daniel eu olhei pro céu.
"I can see the red tail lights ..." E o avião passou por cima das nossas cabeças.

Estou feliz por ter segurado a mão do Marido enquanto ouvíamos as músicas da nossa "velha infância". Com o cantor e a banda daqueles lps que tocavam até furar.
Estou mais feliz ainda por ter levado o Filho (seu debut no mundo dos grandes espetáculos) para ver e ouvir e cantar e dançar as músicas de um Humano com H maiúsculo.

3 comentários:

Claudia Goulart disse...

Que legal Denise!
Eu aqui tão perto e nem arrisquei em ir.
O Elton John tb faz parte da minha vida, das músicas da minha vida.
bjs

Beatriz Levischi disse...

eu estava com saudade de você, dona lina gatolina. :)

Felina Família disse...

Oi, Denise, tudo bom???
Tô sumida mesmo! rs
Tentando me adaptar a esse calorão! Os gatos estão ótimos, dormem o dia todo!
Não conheço a estrada pra Bonfim, não faço idéia de onde você mora... eu moro no bairro Monte Alegre, próximo à USP.
Te indiquei para uma brincadeira lá no blog, espero que não ache ruim... rs.
Beijo!